Clicky
Marca do Crea-AP para impressão
Disponível em <https://creaap.org.br/noticia_antiga_1040/>.
Acesso em 29/11/2022 às 14h10.

José Tadeu presidirá Upadi de 2015 a 2017

5 de fevereiro de 2013, às 8h30 - Tempo de leitura aproximado: 5 minutos

Na quinta-feira, 31 de janeiro, o presidente do Confea e da Febrae, eng. civ. José Tadeu da Silva, assumiu também a presidência da União Pan-americana de Associações de Engenheiros (Upadi), para o período de 2015 a 2017. Na cerimônia de posse, recebeu o cargo da eng. Irene Campos Gómez, da Costa Rica, que presidiu a entidade de 2011 a 2013.

Já na sexta-feira, 01 de fevereiro, participou da 1ª reunião que oficializou a transferência da Costa Rica para o Brasil, da sede da Upadi, atualmente presidida pelo eng. Luis René Eveline, de Honduras. Entre os temas da pauta, as providências para o funcionamento da entidade em instalações cedidas pelo IBEC – Instituto Brasileiro de Engenharia de Custos, no centro do Rio de Janeiro.

Segundo o regimento da Upadi, os presidentes são eleitos dois anos antes de assumir o cargo e acompanham todas as atividades a fim de tomar conhecimento de todas as decisões de seu antecessor.

O próximo encontro da diretoria será em junho, na Colômbia, quando será conhecido o nome do diretor-executivo da entidade, e será definido o plano de trabalho da atual direção.

Honra – Ao abrir a reunião de sexta-feira, 01, a eng. Irene leu um pequeno histórico da Upadi criada pelo brasileiro Saturnino de Brito Filho (*). Na sequência, o eng. Luis Eveline se comprometeu a trabalhar pela aliança da engenharia pelo desenvolvimento da América Latina, onde, segundo ele, “existem 160 milhões de pobres que precisam receber os serviços públicos de saneamento, por exemplo”.

O eng. civ. José Tadeu, por sua vez, que acompanha a Upadi há 12 anos, agradeceu o apoio recebido para presidir a entidade e elogiou o estatuto que considera “dinâmico”. Confessou-se honrado com a presidência, e pela escolha do Rio de Janeiro para sede definitiva.

José Tadeu, atual presidente do Confea e da Febrae – entidades-membro da Upadi -, fez questão de destacar a presença do arquiteto Cláudio D’Allaqua, ex-presidente da Upadi no período de 2001 a 2003. Para ele, “a sede brasileira é a realização de um sonho”.

Entre os planos de ação ainda a serem detalhados, já estão incluídos a análise dos atuais e futuros convênios a serem assinados, premiações,  assim como a manutenção do site com atualização constante de informações.

José Tadeu convidou os representantes da Upadi para a 70ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia, marcada para setembro próximo em Gramado (RS), e para as comemorações dos 80 anos do Sistema Confea/Crea, que acontecem no dia 11 de dezembro, Dia do Engenheiro.

Até junho, algumas decisões serão tomadas pela atual diretoria, uma vez que ainda é necessário formar os comitês técnicos da entidade e nomes precisam ser indicados e analisados. Sobre isso, o Brasil já se manifestou pela criação de mais um comitê, o de Engenharia de Custos, para fortalecer o trabalho desenvolvido pela entidade.

O atual vice-presidente da Região Sul e Brasil, eng. Jorge Spitalnik, por sua vez, agradeceu “a relação entre os diretores da Upadi” que para ele “levará ao reconhecimento da engenharia da América Latina”.

(*) Origens  – A União Pan-americana de Associações de  Engenheiros é a organização que promove a integração das associações de engenharia da região pan-americana com a missão de contribuir ativamente para o desenvolvimento econômico e social dos povos nas áreas relacionadas com o exercício da profissão. Foi criada em 20 de julho de 1949, com o corpo de engenharia de 16 países Pan-americanos. Atualmente, a Upadi tem 27 países membros da América, e 31 organizações como observadoras.

Em 1936, a proposta era unir países do continente americano à USAI (União Sul-americana de Associações de Engenheiros),  formando a União Latino-americana de Engenheiros (ULAI). Devido a problemas de ordem prática, de distâncias e organização, a ideia não foi implantada. Logo em 1940, o eng. Luís Migone, da Argentina, tentou unir a “American Society of Civil Engineers” (ASCE) à USAI, formando a União Pan-americana de Associações de Engenheiros (Upadi). Mas, a Segunda Guerra Mundial impediu que essa ideia se concretizasse.

A USAI realizou quatro convenções entre 1936 e 1941. Por causa da Segunda Guerra Mundial, só em 1947 reativaram essas reuniões. Durante esse período continuaram os empenhos para criar um grupo com representantes de todos os países do Continente Americano – Norte, Centro e Sul.

Em 1947, na V Convenção da USAI, em Montevidéu, foi aprovada uma resolução para que o Diretório consultasse as associações de engenheiros dos países americanos sobre a possibilidade de se criar uma União Pan-americana de Associações de Engenheiros com os mesmos moldes da USAI.

Nesta reunião, com a aprovação de todos, transferiu-se a Sede da USAI para o Rio de Janeiro, sendo eleito Presidente do Diretório o eng. Saturnino de Brito Filho, presidente da Febrae – Federação Brasileira de Associações de Engenheiros.

Fazem parte da Upadi associações da Argentina, Aruba, Belice, Bolívia, Brasil (Federação Brasileira de Associações de Engenheiros e Conselho Federal de Engenharia e Agronomia), Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, El Salvador, Estados Unidos, Guatemala, Haiti, Honduras, Jamaica, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Porto Rico, República Dominicana, Trinidad e Tobago, Uruguai e Venezuela. A Espanha participa como membro observador.

Nestas condições, o intercâmbio técnico cultural merece atenção especial,  proporcionando amplo relacionamento entre a Upadi, o Confea e entidades governamentais nacionais e internacionais, instituições de ensino e organizações profissionais existentes em todo o mundo.

 

Equipe de Comunicação do Confea