Clicky
Marca do Crea-AP para impressão
Disponível em <https://creaap.org.br/noticia_antiga_347/>.
Acesso em 29/11/2022 às 14h36.

Gerenciamento costeiro foi discutido em encontro nacional

16 de janeiro de 2007, às 12h01 - Tempo de leitura aproximado: 1 minuto

A Agência Brasileira de Gerenciamento Costeiro realizou no final do ano passado o 3º Encontro Nacional de Gerenciamento Costeiro, em Florianópolis, com o tema “Responsabilidades – Ambientes Costeiros e Marinhos”. Durante o evento foi aprovada uma moção de apoio a preservação do morro do Careca, situado na praia de Ponta Negra, em Natal.
O evento aconteceu em novembro, com debates sobre a legislação e a gestão costeira com plena participação da sociedade e instituições nacionais. A finalidade foi definir princípios e diretrizes de um Plano Nacional para Gestão Ambiental da Zona Costeira e Marinha do Brasil.
O encontro reuniu cerca de 400 representantes da sociedade civil, do turismo, da indústria do petróleo e da pesca, além de atores fundamentais para o desenvolvimento urbano e portuário, como membros Federais, Estaduais e Municipais de zonas costeiras. Ao final do encontro, em sessão plenária, foram aprovadas moções que deverão contribuir para uma gestão mais adequada ao ambiente. Uma delas, inclusive, reconhece a importância paisagística do Morro do Careca, em Natal.
A moção mostra o intuito de apoiar o Ministério Público a favor da preservação da paisagem local. Além disso, o documento relata a composição do campo da duna como representante singular da Zona Costeira e reconhece-o como monumento natural e patrimônio nacional – como também é considerado pela Constituição Federal.
O documento foi encaminhado a diversas entidades do Rio Grande do Norte, como o Crea-RN, e propõe a apreciação e o empenho conjunto da sociedade para encontrar as soluções adequadas para o desenvolvimento sustentável da Zona Costeira brasileira.