Clicky
Marca do Crea-AP para impressão
Disponível em <https://creaap.org.br/noticia_antiga_418/>.
Acesso em 07/07/2022 às 13h56.

Seminário discute a diversificação energética no Estado

5 de junho de 2007, às 10h42 - Tempo de leitura aproximado: 2 minutos

Hoje (05) e amanhã a matriz energética do Rio Grande do Norte e as potencialidades do estado na área estarão no centro dos debates entre agentes econômicos, políticos e sociais, na Casa da Indústria. É o seminário Diversificação Energética: Uma estratégia de desenvolvimento para o Rio Grande do Norte – estado que se destaca nacionalmente na produção de petróleo e gás e tem largo potencial em energias renováveis, como eólica, solar e biocombustíveis.

Tal potencial, além da diversidade da matriz potiguar, foram comprovados em estudos desenvolvidos pelo governo do estado com o apoio da Petrobras. ‘‘Energia está intimamente ligada ao desenvolvimento, daí o interesse do Estado pelo assunto’’, ressalta o primeiro palestrante do evento e secretário extraordinário de Energia, Tibúrcio Batista Filho. As principais conclusões dos levantamentos serão apresentadas durante o seminário, promovido pela UFRN, em conjunto com USP, Grupo de Estudos Energéticos (Green) e UFRJ, com o apoio da Petrobras, Termoaçu, Potigás, Fiern, Eletrobrás, Cosern, BNDES e CTGás.

A idéia é debater, ainda, os caminhos que o estado pode trilhar para usar a diversidade da matriz como alavanca de desenvolvimento econômico e social. O presidente do CREA-RN, engenheiro civil Francisco Adalberto Pessoa de carvalho, estará participando da abertura do evento, representando o Sistema Confea/Crea.

PROGRAMAÇÃO: O seminário será aberto as 14h de hoje com a palestra A matriz energética do Rio Grande do Norte: diversidade e auto-suficiência. Também serão abordados os temas A visão estratégica do BNDES e o financiamento de projetos de energia no Brasil, O papel da Eletrobras em parcerias para a implementação de projetos em energia e O desenvolvimento da indústria de gás natural no Rio Grande do Norte.

Após intervalo, a programação segue com as palestras O direito à energia como fator de cidadania, O cenário macroeconômico e as condições de oferta de energia no Brasil e Biodiesel como estratégia de desenvolvimento da agricultura. O encerramento está previsto para as 18h.

Os debates continuam a partir das 8h de amanhã com o enfoque nos temas Energia eólica e o desenvolvimento tecnológico da energia, Tecnologias da Biomassa para conversão energética, Os biocombustíveis como estratégia do desenvolvimento sustentável no Nordeste, O uso sustentável da lenha no Rio Grande do Norte, O desenvolvimento energético e o meio ambiente, Perspectivas do mercado de energia elétrica no Rio Grande do Norte e a participação da Petrobras no desenvolvimento energético do Rio Grande do Norte. Além disso, as 11h45, serão lançados o Balanço Energético, a Matriz Energética e a Biblioteca Virtual de Energia do RN.

Fonte: DN Online