Clicky
Marca do Crea-AP para impressão
Disponível em <https://creaap.org.br/noticia_antiga_502/>.
Acesso em 04/10/2022 às 09h55.

Abertura do CNP lota auditório na Câmara dos Deputados

26 de outubro de 2007, às 3h05 - Tempo de leitura aproximado: 2 minutos

A 2ª etapa do Congresso Nacional de Profissionais reúne delegados de todo o país para concluir propostas para o setor, começou na quinta-feira (dia 25) e segue até sábado, no auditório Nereu Ramos, no anexo II da Câmara dos Deputados, em Brasília. O encontro discute questões de interesse dos profissionais registrados no Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Confea).

O presidente do Confea, Marcos Túlio de Melo, abriu os trabalhos com a verificação do quorum regimental, que é de 3/5 do total de delegados. Havia, no início da sessão, mais de 200 delegados presentes. A cerimônia foi prestigiada por dezenas de senadores e deputados. O primeiro a falar foi o senador José Agripino Maia (DEM-RN).

Agripino, que também é engenheiro civil, registrou sua trajetória profissional e política. \\\”Eu estou senador e sou um engenheiro que gosta muito da profissão\\\”. O parlamentar aproveitou para fazer uma promessa aos delegados de todo o país. \\\”Eu assumo aqui, diante de vocês, a responsabilidade de trabalhar, no Senado, pela aprovação do PL 123/06, que estabelece a federalização do Plenário do Confea. Quero todos os estados, inclusive o meu, com direito a cadeira no conselho\\\”, registrou.

Participam do evento engenheiros, arquitetos e agrônomos de todo o país, eleitos por seus pares profissionais para votar as propostas que irão compor o Pacto Profissional e Social da categoria. O próximo passo será um constante trabalho nos poderes Legislativo e Executivo para por em pratica as propostas dos profissionais para a categoria. Conforme o coordenador do Pacto Profissional, Argemiro Mendonça, haverá uma ampla mobilização com o objetivo de oferecer apoio aos projetos de lei que viabilizarão colocar em prática as propostas aprovadas durante o CNP.

A conclusão dos trabalhos será no sábado, com as propostas formalizadas em documento intitulado \\\”Carta de Brasília\\\”. A primeira etapa do CNP foi realizada no Rio de Janeiro, de 15 a 18 de agosto. Na oportunidade, os delegados eleitos em eventos prévios, os Congressos Estaduais de Profissionais, aprovaram por unanimidade 24 propostas. Outras 22 serão discutidas nessa segunda etapa para compor a Carta, que formará as bases para o Pacto Profissional e Social da área tecnológica.

Entre os assuntos que estão em debate, destaca-se a representação federativa no plenário do Confea, já aprovado na primeira etapa e objeto do Projeto de Lei nº 123 de 2006, em tramitação no Congresso. Outros temas são o Sistema multiprofissional, voto direto e não-obrigatório; a instituição da residência profissional; a limitação dos plenários dos Conselhos Regionais, entre outros.

Fonte: Acom/Confea