Clicky
Marca do Crea-AP para impressão
Disponível em <https://creaap.org.br/noticia_antiga_558/>.
Acesso em 24/06/2022 às 18h58.

Começa do 3º Encontro de Lideranças do Confea

25 de fevereiro de 2008, às 3h28 - Tempo de leitura aproximado: 3 minutos

Aberto na manhã desta segunda-feira (25), o Encontro de Lideranças do Sistema Confea/Crea. O evento reúne em Brasília, cerca de 600 participantes. A programação prossegue até sexta-feira 29, no hotel Blue Tree, em Brasília (DF)
Diante de uma mesa formada pelos presidentes do Confea Marcos Túlio de Melo, do Crea-DF Lia Sá, da Mútua Anjelo Costa Neto, pelos coordenadores do Colégio de Presidentes, Roberto Muniz, do Colégio de Entidades Nacionais, Francisco Machado e da Comissão de Ética e Exercício Profissional, Osni Schoreder, e ainda do coordenador nacional de Câmaras Especializadas Ary Monteiro, os participantes do Encontro receberam as boas-vindas e tiveram uma noção da importância da pauta a ser discutida durante o primeiro encontro do ano e que sinaliza as ações a serem desenvolvidas durante 2008.

Ética, Planejamento, Interação, Integração, foram as palavras mais faladas em todas as manifestações que antecederam as duas palestras da manhã.

Lia Sá, engenheira civil, se utilizou de parte da letra do Hino Nacional para destacar que “ninguém fugirá da luta de unir os Creas”. Machado, eng. de seg. do trabalho reafirmou a “a elaboração do Código de Ética de cada categoria cabe à Entidade Nacional de cada categoria. Monteiro, arquiteto e urbanista, reconhece que o encontro “permite discutir em nível nacional as questões de cada região”. Muniz, eng. civil, defendeu a ética enquanto “tema a ser priorizado no Sistema” e destacou a apresentação, pela primeira vez, do planejamento estratégico do Sistema Confea/Crea, e não só de um ou outro segmento.

O arquiteto Osni, por sua vez, disse que o Encontro é “oportunidade ímpar para a discussão de questões relativas à instituição”, e lembrou que dará conta da quantidade de processos envolvendo Ética e que foram arquivados por decurso de prazo. Costa Neto, eng. civ. agradeceu as parcerias feitas com a Mútua, Caixa de Assistência e se referiu “à primeira eleição direta para a escolha do diretor de cada Caixa Estadual”, programada para 4 de junho, juntamente com a eleição para os presidentes do Confea, Crea e sete dos 21 conselheiros federais.

Por último, Marcos Túlio, também eng. civ. afirmou que a cada ano, o Encontro de lideranças se reveste de maior importância e “permite uma reflexão coletiva dos desafios vencidos e os a vencer pelo Sistema Confea/Crea”. Túlio estabeleceu uma ligação entre o atual estágio do Sistema e o momento econômico-político e social vivido pelo país: “em 2008 vivemos um momento de desenvolvimento como não se registrava há 30 anos”, o que para ele propicia “uma visão de futuro que permite o envolvimento das categorias profissionais reunidas sob a sigla Confea/Crea”. Para ele, a palavra mobilização significa além da participação dos profissionais da área tecnológica no desenvolvimento do país, “encontrar soluções para os gargalos que por falta de equipamento ou de pessoal especializado dificultem alcançar as metas que possam ser traduzidas em melhor qualidade de vida para a população”.

O presidente do Confea disse ainda que à exemplo do país, o Sistema precisa planejar ações a curto, médio e longo prazos a fim de crescer de maneira consistente. Ao falar sobre o processo eleitoral do Sistema, Túlio de Melo, ressaltou que a Ética deve estar em destaque nos programas a serem apresentados pelos candidatos aos cargos de presidentes do Confea e de 27 Creas. Para ele, “é preciso que os candidatos apresentem suas propostas e que a disputa se dê sobre as propostas de cada um o que torna a disputa mais desafiadora.

* Maria Helena de Carvalho – Equipe de comunicação do Confea