Clicky
Marca do Crea-AP para impressão
Disponível em <https://creaap.org.br/noticia_antiga_603/>.
Acesso em 30/09/2022 às 07h32.

Workshop sobre fiscalização na modalidade de engenharia química acontece em Natal

30 de abril de 2008, às 12h06 - Tempo de leitura aproximado: 1 minuto

Conselheiros federais e coordenadores estaduais de Câmaras Especializadas de Engenharia Química de vários estados participam em Natal, de uma mobilização junto aos profissionais, universidades e lideranças do CREA-RN, no sentido de viabilizar a criação de uma Câmara Especializada da modalidade do Rio Grande do Norte do Norte.

Nesta quarta-feira (30), está acontecendo um Workshop Sobre Fiscalização na Modalidade de Engenharia Química, para os fiscais e profissionais do CREA-RN. Segundo o coordenador nacional das Câmaras Especializada de Engenharia Química, Norberto Holz, o objetivo do evento é explicar aos fiscais e administradores, a fiscalização modalidade de engenharia química.

A programação acontece pela manhã e à tarde, com apresentação dos temas pelo analistas, Djalmo Torres, engenheiro químico e assessor da Câmara de Engenharia Química do RS; e Pedro Rios, engenheiro mecânico e analista da Câmara Especializada de Engenharia Química da Bahia. Na parte da tarde, está previsto um encontro com profissionais e estudantes técnicos e universitários.

De acordo com o coordenador adjunto da Câmara Federal Especializada de Engenharia Química, Balmes Garcia, engenheiro químico e especialista em engenharia do trabalho, a criação da Câmara Especializada de Engenharia Química no Rio Grande do Norte, traz vantagens para o CREA-RN, para os profissionais e a sociedade.

“A criação da Câmara Especialidade de Engenharia Química vai ampliar a ação da fiscal do Crea-RN, que poderá melhor cumprir o seu papel de defender os profissionais e a sociedade potiguar”, explica Balmes Garcia.

As atividades em Natal começaram na última segunda-feira, com a participação do grupo na Plenária do CREA-RN. Também foram feitos contatos com os professores das universidades, para participação na Câmara Especializada na modalidade de Engenharia Química no Rio Grande do Norte. A Câmara de Engenharia Química vai representar as os profissionais de engenharia química, engenharia de alimentos, engenharia de produção, engenharia de petróleo e gás, e engenharia têxtil.