Clicky
Marca do Crea-AP para impressão
Disponível em <https://creaap.org.br/noticia_antiga_698/>.
Acesso em 07/07/2022 às 14h01.

UFPR ORGANIZA SIMPÓSIO PARA RECUPERAR ÁREAS DEGRADADAS

15 de setembro de 2008, às 3h21 - Tempo de leitura aproximado: 1 minuto

Pelo menos 600 engenheiros florestais, geólogos e profissionais ligados ao meio ambiente devem participar em Curitiba, de 7 e 11 de outubro do VII Simpósio Nacional de Recuperação de Áreas Degradadas, que será realizado no CIETEP- Rua Comendador Franco 1341. Além de assuntos como seqüestro de carbono em áreas degradadas e as técnicas mais modernas para recuperar solos, também serão analisados neste ano a devastação da Amazônia. Cerca de 40 pesquisadores que se dedicam ao estudo daquela região estarão presentes no encontro.

Depois de sete anos de discussões sobre o assunto, há muitos avanços na recuperação de solos deteriorados pelas mais diversas atividades, explica o coordenador do Simpósio, o professor de Engenharia Florestal na UFPR, Mauricio Balensiefer. Os benefícios da natureza vêm sendo usados na recuperação de áreas em todo País. Muitas empresas não adotam mais a técnica de reflorestamento e fazem o repovoamento de espécies nativas através de sementes levadas por pássaros. O problema, segundo o coordenador é que a devastação é muito mais veloz do que a recuperação. Chega a ser 16 vezes maior do que os programas de recuperação.

As inscrições podem ser feitas pelo site www.sobrade.com.br. A programação completa dos cinco dias do Simpósio também estão neste endereço. Além das palestras serão realizados quatro minicursos, um sobre Pensamento Sistêmico Aplicado à Recuperação de Áreas Degradadas; outro sobre Seqüestro de Carbono em Áreas Degradadas; um terceiro sobre Técnicas de Avaliação de Áreas Contaminadas e o último sobre Sedimentos Contaminados.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (41)3360-4256 ou pelo e-mail:simposio@sobrade.com.br