Clicky
Marca do Crea-AP para impressão
Disponível em <https://creaap.org.br/noticia_antiga_731/>.
Acesso em 07/07/2022 às 14h37.

CONCURSO DA MARINHA ABRE 22 VAGAS EM NATAL

3 de novembro de 2008, às 10h42 - Tempo de leitura aproximado: 1 minuto

Com salários de R$ 2.560,47 (nível médio) e R$ 3.870,07 (nível superior), a Marinha do Brasil está com inscrições abertas para Concurso Público até o próximo dia 17 de novembro. As 22 vagas, em Natal, são para carreira civil. Serão selecionados engenheiros de produção e mecânico (nível superior), além de chapeador naval, técnico industrial, técnico químico e eletricista instalador, entre outros (nível médio).

Até o dia 17 de novembro os interessados em concorrer a uma das vagas na Marinha do Brasil poderão se inscrever para o Concurso Público, que visa selecionar profissionais para cargos de níveis superior e médio. As vagas são efetivas e os selecionados serão convocados imediatamente após o processo. Em Natal serão 22 vagas para atuar na Base Naval de Natal (BNN), Rua Silvio Pélico, s/nº, Alecrim, Natal-RN. A taxa de inscrição é de R$ 50,00 para quem concorre a cargos de nível médio e R$ 70,00 para cargos de nível superior.

A partir da segunda quinzena de dezembro serão divulgados data, horário e local da realização das provas objetivas. Demais informações sobre procedimentos, lista completa dos cargos, conteúdos programáticos e tipos de provas, entre outros itens, podem ser acessadas diretamente no edital disponível no site da ESPP Concursos (www.esppconcursos.com.br).

A ESPP Concursos é responsável pela organização do evento e as inscrições podem ser feitas no site da empresa (www.esppconcursos.com.br) ou nos endereços eletrônicos: www.emgepron.com.br e www.ensino.mar.mil.br, bem como pessoalmente nas Organizações Militares da Marinha, conforme Anexo I do Edital.

CONCURSO NACIONAL – Após mais de dez anos sem a realização de processo seletivo, a Marinha promove este concurso nacional, com 400 vagas para civis, que contemplam sete Estados: Rio de Janeiro; Bahia; Rio Grande do Norte; Pará; Rio Grande do Sul; Mato Grosso do Sul e Amazonas.

Fonte: Diário de Natal